10 superpoderes que todo designer deve ter

On ou Offline? Isso não existe!
12/11/2015
Já pensou em anunciar no Instagram?
18/11/2015
Todos

contemblog

Designers podem até não ter poderes sobrenaturais, mas eles possuem algumas habilidades profissionais admiráveis. O site Creative Market divulgou uma lista com os 10 superpoderes que todo designer deve ter. Veja abaixo:

  1. O poder da concepção

Seja para criar um site do zero ou uma nova identidade visual de uma marca, bons designers olham para uma página em branco e enxergam uma fonte de inspiração e não de intimidação.

Para eles, ideias originais podem surgir quando você olha para as coisas de um ângulo diferente. E por que não reconstruir um objeto ou ideia antiga?

  1. Curiosidade infinita

Todo bom designer tem vontade criar algo totalmente inovador. E por isso é essencial treinar cérebro para explorar a curiosidade em todas as suas formas. Isso inclui visita a museus, shows e galerias de arte, assim como saídas com amigos – afinal, até conversas de bar podem ser inspiradoras.

É como se o designer fosse uma esponja que tem o poder de absorver toda e qualquer influência artística. Às vezes nem é preciso sair de casa: há centenas de blogs, sites, artistas e livros de design que podem dar aquela força na hora da busca por referências. O importante é estar sempre à frente na curva de tendências. 

  1. Gerenciamento de projetos

Habilidades com Photoshop não são o bastante: para concluir um projeto com sucesso, é preciso ter um bom gerenciamento. Isso porque construir um bom design é mais do que escolher uma paleta de cores bacana: é preciso ter um volume de trabalho equilibrado.

Isso implica em um sistema organizado de pastas e arquivos, registros financeiros e bons hábitos de saúde – sim, comer bem e fazer exercício são práticas necessárias para limpar os cookies e liberar espaço no HD mental.

  1. O be-a-bá da programação

Nenhum designer precisa saber como funciona os códigos que fazem aquele site ou app ir ao ar, mas também não faz mal ser curioso. Hoje em dia, um pouco de know-how é essencial para quem quer alavancar os negócios. Que tal fuçar no código CSS do seu site favorito?

  1. Tomada de decisão

Bons designers sabem como e quando tomar boas decisões. Escolher um caminho com muita convicção, sem titubear, é totalmente superestimado, até mesmo na bendita hora de escolher o tamanho e tipo de fonte. Afinal, ficar na dúvida faz parte. O ideal é ouvir todas as opções como um monge e para depois decidir como um ditador.

  1. Força e resiliência

Designers de sucesso trabalham duro para chegar lá. Eles encaram os problemas com maestria, assim como personagem Thor encara a pedra. E então, como Wolverine, seus egos têm um poder de cura regenerativo, que lhes permite voltar para o espaço criativo tantas vezes quanto necessário.

  1. 100%

Sabe aquele projeto incrível que você viu no Behance ficou embasbacado? Pense novamente. Especialistas de verdade são aqueles que se certificam que cada detalhe está perfeito. A maioria dos designers fazem 99% do que precisa ser feito. Os melhores fazem os outros 1% e chegam ao nível super-herói.

  1. Super Storytelling

Bons designers criam uma narrativa profissional-cliente de duas maneiras. Primeiramente, eles consideram suas ideias e como o público vai interpretá-las em cada ponto em contato com a marca. Ou seja, consideram cada peça de maneira individual, como se fosse um quebra-cabeça. Quando se trata de vender as ideias, eles têm uma capacidade estilo Professor X para convencer seus clientes a comprá-las.

  1. Caixa de ferramentas

Os melhores designers têm as melhores condições de trabalho quando o assunto são as ferramentas: computador e memória RAM em boas condições, mesa digitalizadora de qualidade, atualizações constantes de softwares, atalhos de teclado na ponta dos dedos. Claro que um bom fone de ouvido e aquele café são praticamente parte do pacote.

  1. Os estudos nunca acabam

Finalmente, um superdesigner nunca acha que aprendeu o bastante. Afinal, design é uma área ampla que exige constante estudo, principalmente quando falamos de tendências. Aprenda, explore e vá sempre além do cursinho-básico-de-photoshop.

 

(Artigo adaptado e extraído do original: https://goo.gl/UjCZ5Q)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *