O design como força social

Os 5 principais erros que as empresas cometem no BlackFriday
25/11/2015
O Marketing Digital terá mais de 14% de novos investimentos em 2016
10/12/2015
Todos

contem_blog_imgprincipal_dez04

Alguns dos assuntos mais discutidos (sobretudo na redes sociais) têm sido a respeito das injustiças sociais, as pequenas corrupções cotidianas e a forma deturpada como alguns setores da sociedade conhecida como civilizada andam conduzindo sua cosmologia em relação à humanidade. Racismo, emponderamento feminino, guerras civis, violência, tráfico de pessoas e a destruição do meio ambiente: tudo isso vem sendo pensado, repensado e discutido. Portando, cada vez mais, a internet e os meios de comunicação têm sido uma via única de transmissão de novas ideias para a desconstrução de paradigmas e a conscientização de causas. Mas qual é o papel do Design nisso tudo? O Design pode – e deve – ser uma força motriz que leva e levanta bandeiras de justiça social, visando ações mais igualitárias e humanas na sociedade.

Sim. Nós, designers, publicitários, comunicólogos em geral, podemos – devemos – contribuir, direta ou indiretamente, para que os meios de comunicação transmitam informações verdadeiramente transformadoras. E nós só precisamos de apenas duas armas: iniciativa e criatividade. A segunda nós já temos uma predisposição em desenvolvê-la. A primeira, cabe apenas o primeiro passo.

Selecionamos algumas imagens de campanhas publicitárias que podem nos encorajar nessa batalha pelo empoderamento social, econômico, ecológico e humanitário por meio do design e da criatividade. Confira:

” Você vê como pode ser fácil alimentar crianças com fome?”

Autoria: TBWA caça Lascaris, de Joanesburgo, África do Sul

“A cor da pele não deve determinar o seu futuro.”

Autoria: Publicis Conseil. Paris, França

“Vítimas de tortura são pessoas como você e eu.”

Autoria: Advico Y & R, Zurique, Suíça

“Pare a violência: se beber, não dirija.”

Autoria: Terremoto Propaganda, Curitiba, Brasil

“Assustador X Mais assustador”

Autoria: DDB & CO, Istambul, Turquia

“Curtir não está ajudando. Seja um voluntário. Mude uma vida.”

Autoria: Publicis, Singapura

“Crianças soldado. Não está acontecendo aqui. Mas está acontecendo agora”

Autoria: Arte Pio Walker, a Anistia Internacional, Suíça

E aí? Motivou? Percebeu como um design bem elaborado pode contribuir para mudar o pensamento das pessoas, e então, mudar o mundo? Então, vamos lá. Iniciativa, criatividade e vamos transformar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *